Jean-Pierre Clatot/AFP
Jean-Pierre Clatot/AFP

Seis jogadores de time de rúgbi francês são acusados de estupro coletivo

Crime teria ocorrido no último sábado

EFE

22 de março de 2017 | 11h56

 Seis jogadores do FC Grenoble, que disputada a primeira divisão do Campeonato Francês de rúgbi, foram detidos nesta quarta-feira em Bordeaux, por serem suspeitos de violentar uma mulher, de 21 anos, no último sábado. O crime que está sendo investigado teria acontecido em uma boate da cidade localizada no sudoeste do país. A jovem afirma ter sido dopada e levada, em seguida, a um hotel, local onde relata ter sido feito o estupro coletivo, de acordo com informações veiculadas pela rádio "France Bleu".

Os seis jogadores, dois irlandeses, um neozelandês, um australiano, um sul-africano e um francês, chegaram nesta manhã à delegacia de Bordeaux, três deles acompanhado de advogado. Todos passaram por interrogatório, na condição de suspeitos. O FC Grenoble, vice-lanterna do Francês, divulgou comunicado em que diz que não se pronunciará sobre o caso, para "não interferir no caso", mas, em se confirmando as acusações, "reagiria de maneira apropriada".

A polícia de Bordeaux tem prazo até a próxima sexta-feira para interrogar os seis jogadores, antes de apresentá-los a um juiz, para eventual acusação.

Tudo o que sabemos sobre:
Rugbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.