Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
José Patrício/AE
José Patrício/AE

Seleção brasileira atrapalha planos de Muricy no Santos

Técnico, que perderá Neymar e Arouca para amistosos, teme que desfalques possam prejudicar 'embalo' do time

O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2012 | 03h04

SÃO PAULO - Não tem jeito: Muricy Ramalho não consegue se ver livre de problemas. Agora que o Santos está embalando no Campeonato Brasileiro, ele tem de se preocupar com as convocações da seleção brasileira, que certamente vão desfalcar seu time em vários jogos do segundo turno.

Para começar, Neymar e Arouca foram chamados para defender o Brasil nos amistosos contra África do Sul e China, respectivamente nos dias 7 e 10 de setembro. Por isso, eles desfalcarão a equipe em dois importantes jogos: contra Fluminense, dia 6, no Engenhão, e São Paulo, dia 9, na Vila Belmiro.

O Santos pensa em pedir à CBF a desconvocação da dupla para essas partidas. O presidente da entidade, José Maria Marin, já prometeu analisar os pedidos dos clubes, mas é muito pouco provável que eles sejam liberados. Mano Menezes, que já prepara a seleção para a Copa do Mundo de 2014, certamente faz questão de contar com os dois, especialmente com Neymar.

Após a vitória sobre o Palmeiras por 2 a 1, sábado, Muricy Ramalho, apesar de estar visivelmente irritado com o assunto, disse que torce para que Neymar e Arouca não desfalquem o Santos nessas duas partidas. "De seleção eu não falo mais, eu falo do Santos. Quero que eles fiquem, claro, mas eles têm um compromisso com a seleção. Agora pedir isso (a desconvocação) é com a diretoria, não é comigo."

Reação. O Santos tem razão ao exigir a desconvocação. Após o retorno de Neymar e Ganso, que estavam na Olimpíada, o time engrenou. Venceu três jogos consecutivos (Figueirense, Corinthians e Palmeiras), saiu das últimas posições da tabela e vislumbra brigar por uma das vagas na Libertadores. "Começamos a dar trabalho", disse Muricy.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.