Mowa Press/Divulgação
Mowa Press/Divulgação

Seleção brasileira começa a se adaptar à bola da Copa das Confederações

Nesta quarta-feira, jogadores treinaram com a Cafusa, da Adidas, pela segunda vez

MATEUS SILVA ALVES, Agência Estado

12 de junho de 2013 | 11h33

GOIÂNIA - A poucos dias do início da Copa das Confederações, a seleção brasileira enfim começou a se adaptar à bola que será utilizada no torneio, que recebeu o nome de Cafusa. Nesta quarta-feira, a equipe realizou o seu segundo treinamento com a bola desenvolvida pela Adidas, mas o primeiro mais intenso.

Até o amistoso contra a França, vencido por 3 a 0 no último domingo em Porto Alegre, a seleção brasileira vinha utilizando uma bola da Nike, a sua fornecedora de material esportivo. Mas agora a equipe passou a trabalhar com a Cafusa, da concorrente Adidas, visando a estreia na Copa das Confederações.

Como o treinamento de terça-feira foi leve, nesta quarta, os jogadores tiveram uma real oportunidade de realizar um trabalho intenso com a nova bola em Goiânia. Na Serrinha, em uma atividade que durou mais de uma hora, Felipão comandou inicialmente um trabalho de dois toques, em campo reduzido, com os jogadores divididos em três times

Depois, o treinador realizou uma atividade de ataque contra a defesa. Para encerrar o último treino em Goiânia, os jogadores da seleção brasileira fizeram um trabalho de finalizações.

A seleção segue ainda nesta quarta para Brasília, onde vai estrear na Copa das Confederações contra o Japão, no próximo sábado. México, no dia 19, em Fortaleza, e Itália, em 22 de junho, serão os outros adversários da equipe na fase de grupos do torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.