Seleção brasileira conquista 11º Campeonato Mundial de Futebol Social

Competição, disputada na Polônia, reuniu 59 equipes de jovens carentes e sem-teto do mundo todo

O Estado de S. Paulo

20 de agosto de 2013 | 12h19

SÃO PAULO - A seleção brasileira de "futebol social" se sagrou campeã do 11º Campeonato Mundial da categoria (Homeless World Cup), disputado em Poznan, na Polônia. A competição, que reuniu 59 seleções nacionais de cinco continentes - incluindo 13 equipes femininas -, contou com o apoio da UEFA.

O Mundial reúne times com pessoas carentes de todo o planeta. A seleção brasileira foi formada por atletas escolhidos após torneios realizados pelo País com jovens entre 16 e 20 anos. Os times são compostos por quatro jogadores, além de quatro reservas - as substituições durante a partida são livres.

Mas o selecionado brasileiro enfrentou problemas para disputar o torneio. Os patrocínios não vieram e a delegação contou com apenas quatro jogadores, que tiveram que disputar treze partidas. Mesmo assim, o time brasileiro venceu todas elas, incluindo triunfos sobre Portugal (6x4), Chile (6x1) e México (4x3), na final.

O Brasil foi representado por Vinícius Araújo (Rocinha, Rio de Janeiro), Darlan Martins (Cantagalo, Rio de Janeiro, eleito o melhor jogador da competição), Douglas Batista (Jardim Ângela, São Paulo) e Robson Martins (Campo Limpo, São Paulo).

"Viajamos sem um único treino e jogamos sem reservas. Valeu a força e a determinação destes garotos. Foi muito bom conviver com eles, compartilhar seus sonhos, que tenho certeza que se concretizarão", comentou o técnico Pupo Fernandes, que coordena as seleções de futebol social desde 2004.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.