Zerosa Filho/CBFS
Zerosa Filho/CBFS

Seleção brasileira estreia nesta terça-feira no Grand Prix de Futsal

Segunda competição mais importante na modalidade deverá movimentar bom público

O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2013 | 14h47

SÃO PAULO - A seleção brasileira estreia nesta terça-feira contra o Japão no Grand Prix de Futsal, que está sendo disputado em Maringá, no Paraná. Considerada a segunda competição mais importante da modalidade, atrás apenas da Copa do Mundo, o Grand Prix acontece anualmente desde 2005 - a exceção foi o ano passado, em função do Mundial - e tem o Brasil como principal campeão, com seis títulos.

Realizado pela primeira vez no Paraná, o evento que acontece até o fim de semana deverá levar bom público ao ginásio Chico Neto. A conquista da Copa do Mundo do ano passado e a presença de craques como Falcão são um incentivo. Além disso, a cidade paranaense tem histórico no futsal, contando com um representante na Liga Futsal - este ano, o Maringá acabou eliminado na segunda fase.

AUDIÊNCIA

Apesar de o futsal ainda ter pouca presença na TV aberta, o Grand Prix também deverá despertar a atenção do público que assiste de casa. Levantamento recente realizado pela Stochos Sports Entertainment, empresa especializada em pesquisa e análise de mercado do esporte, apontou que pelo menos 35% da população masculina assiste sempre ou quase sempre aos jogos da seleção brasileira de futsal pela televisão - o número sobe para 56,7% se forem considerados apenas os espectadores ocasionais.

"O telespectador consumidor voraz de esportes tem como processo de escolha eventos e competições de alto rendimento, independentemente da nacionalidade", explica César Gualdani, sócio diretor da Stochos. "O interesse se acentua quando temos uma identidade maior com brasileiros ou equipes brasileiras com possibilidades reais de vitórias. Isto pode acontecer neste Grand Prix de Futsal", avalia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.