Gabriel Inamine/Photo&Grafia
Gabriel Inamine/Photo&Grafia

Seleção brasileira sonha alto no Mundial feminino de handebol

Time encara a Espanha nesta quarta em busca da vaga na semifinal do torneio

Nathalia Garcia , estadão.com.br

13 de dezembro de 2011 | 12h31

SÃO PAULO - Depois de vencer a Costa do Marfim por 35 a 22, nesta segunda-feira, e se garantir entre as oito melhores equipes do mundo, o Brasil não se dá por satisfeito. Em casa, a seleção sonha com o pódio no Mundial feminino de handebol. Mas, para isso, precisa primeiro passar pela Espanha, quarta colocada na edição de 2009.

O técnico dinamarquês Morten Soubak espera sua equipe bastante motivada para o duelo das quartas de final. "Eu tenho a certeza de que essas meninas vão para a quadra na quarta-feira para se matarem e fazerem história no handebol brasileiro, classificando-se para as semifinais", garantiu.

Segundo a central Ana Paula, a força das rivais europeias não intimida a equipe brasileira. "Elas podem ter mais nome e mais títulos que a gente, mas o jogo dura 60 minutos e é ali na quadra. Não há favoritos", afirmou.

O último resultado do confronto entre as duas seleções é favorável ao Brasil, ainda que o time ibérico tenha jogado sem três titulares. Durante a preparação para o Mundial, em São Bernardo do Campo, as brasileiras venceram as espanholas por 28 a 24.

No entanto, Soubak prefere manter a cautela e não se animar com o triunfo no amistoso. “Não conto com o resultado, elas tinham acabado de chegar de viagem. Só vale o que posso tirar daquele jogo, o placar não importa”, disse.

Brasil e Espanha se enfrentam na quarta-feira, às 20 horas, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Quem levar a melhor vai encarar nas semis o vencedor entre Noruega e Croácia, que jogam às 17h15. Do outro lado da chave, Rússia e França reeditam a final do Mundial de 2009, enquanto a Angola encara a Dinamarca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.