Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Seleção de aeróbica esportiva vai ao Mundial

Se os resultados de Daniele Hypolito e Daiane dos Santos chamaram a atenção para a ginástica olímpica brasileira, o Brasil já há muito tempo é um dos países com melhores performances em outro tipo de ginástica, a aeróbica esportiva. No domingo, a seleção brasileira dessa modalidade embarca para Sofia, capital da Bulgária, onde vai disputar o Campeonato Mundial, marcado para o período de 3 a 5 de junho, com esperança de conquistar medalhas, inclusive de ouro."Eu vou para a Bulgária confiante. Acho que posso alcançar um bom resultado", diz Marcela Matos Lopez, do São Paulo, uma das duas atletas (a outra é Juliana Rocha, do Palmeiras) que disputarão a prova individual feminina pelo Brasil. E ela tem razões fortes para esperar um bom resultado: foi a campeã da prova na última etapa da Copa do Mundo, disputada de 7 a 9 deste mês, em Montluçon, na FrançaAlém de Marcela , que garante ir "para brigar pelo primeiro lugar", e Juliana, a equipe é composta por Cibele Oliani e Marina Matos Lopez, irmã de Marcela. Cibele, Marina e Marcela disputarão a prova de trio do Mundial, outra em que há chances de medalha. "Vamos lutar pelo ouro, mas um pódio já seria bem gratificante para nós", diz Cibele.Mas nem só de paulistas é constituída a equipe brasileira. No individual masculino vai Leonardo Silva, do projeto Olímpia, do Rio Grande do Norte. E para a disputa de duplas vão Marcisnei de Oliveira e Juliana Antero, do Unileste, de Minas Gerais. A técnica é Luciana July, também do São Paulo.O Mundial será disputado por seleções de 30 países e, além do Brasil, as equipes da Romênia, França e Espanha têm ginastas favoritos em maior número de provas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.