Seleção de basquete dos EUA anuncia série de cinco amistosos antes do Rio-2016

Mais uma vez grande favorito a ficar com o ouro no basquete masculino nos Jogos Olímpicos deste ano, no Rio, os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira o calendário de preparação da equipe para o evento. Antes da estreia no Brasil, no dia 6 de agosto, o país realizará uma série de cinco amistosos.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

25 de abril de 2016 | 15h40

O primeiro deles já havia sido anunciado, uma vez que há duas semanas a Confederação Argentina de Basquete revelou que enfrentaria os Estados Unidos no dia 22 de julho, em Las Vegas. A cidade, aliás, será a primeira parada da preparação norte-americana, entre os dias 18 e 22 de julho.

De lá, a seleção viaja para Los Angeles, onde pega a China em amistoso que acontecerá no dia 24. Dois dias, depois, embarca para Oakland para uma rápida passagem, já que no próprio dia 26 duela mais uma vez com a seleção chinesa.

No dia 27, os Estados Unidos chegam a Chicago para dois dias de treinos antes do quarto amistoso, desta vez diante da Venezuela. No dia 30, a seleção parte para seu último destino antes do Brasil, Houston, onde treina novamente por dois dias antes do amistoso final contra a Nigéria, dia 1.º de agosto.

"Nós vamos enfrentar alguns times internacionais experientes e excelentes, o que será importante em nossa preparação", declarou o técnico da seleção, Mike Krzyzewski. "Jogar cinco jogos de exibição nos Estados Unidos, diante de nossa torcida, será memorável para nossos jogadores e torcedores, e nós estamos ansiosos para representar os Estados Unidos da melhor maneira que pudermos."

Com a preparação finalizada, a seleção norte-americana embarca para o Rio, onde tenta confirmar o favoritismo e faturar sua 22.ª medalha de ouro no basquete masculino em Jogos Olímpicos. Os Estados Unidos estão no Grupo A e estreiam no dia 6 de agosto contra a China.

Krzyzewski convocou 31 nomes em uma lista prévia para a Olimpíada, dos quais 12 serão de fato inscritos nos Jogos. O ala/pivô Anthony Davis, lesionado, e o armador Chris Paul, por opção, já anunciaram que não vêm ao Brasil. Mesmo assim, o país conta com astros como LeBron James, Stephen Curry, Kevin Durant, Carmelo Anthony, Kawhi Leonard, entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.