Seleção de futebol perde para o Equador e está fora do Pan

Brasil permite virada do Equador, que vence por 4 a 2 e vê adversário assegurar o primeiro lugar do Grupo A

21 de julho de 2007 | 16h55

A seleção brasileira de futebol masculino decepcionou os torcedores que compareceram ao Maracanã neste sábado e foi eliminada dos Jogos Pan-Americanos após perder para o Equador por 4 a 2. Jogando um futebol muito ruim, pecando nos passes e finalizações o Brasil foi facilmente envolvido pela seleção equatoriana e viu Zura brilhar, dando passe para um gol e fazendo outro. Lulinha, destaque o Brasil nos jogos anteriores, pouco produziu. O resultado foi uma tragédia, já que o time era considerado favorito para ganhar a medalha de ouro.   Veja também:  O quadro geral de medalhas   Os detalhes das modalidades em disputa   O Brasil terminou na segunda colocação do Grupo A, com seis pontos. O Equador ficou em primeiro, com um ponto a mais. Como somente os primeiros colocados de cada grupo e o melhor segundo colocado de todos os grupos se classificam, a seleção brasileira ficou de fora porque o México terminou a primeira fase com sete pontos, na vice-liderança do Grupo B.  Precisando do empate para se classificar, a seleção brasileira jogou o primeiro tempo com cautela e arriscando pouco. O Equador não fazia diferente e atacava com moderação, apesar da necessidade da vitória. O Brasil abriu o placar após linda jogada de Rafael. Aos 26 minutos, o lateral-direito driblou quatro defensores equatorianos e a bola sobrou para Júnior, que bateu rasteiro, na saída do goleiro Banguera. O Equador não se abateu com o gol sofrido e começou a se arriscar mais na partida. Aos 44 minutos chegaram ao empate. Zura foi à linha de fundo, cruzou rasteiro na pequena área para Montero marcar.   A situação do Brasil se complicou logo no primeiro minuto do segundo tempo. Zura avançou pela esquerda, driblou Rafael Forster e chutou rasteiro, entre as pernas do goleiro Marcelo. Depois do gol sofrido, a seleção brasileira se perdeu. Lulinha praticamente sumiu de campo e o time sofreu mais um gol dos equatorianos. Aos 16 minutos Montero recebeu ótimo lançamento, passou pelo goleiro Marcelo e tocou para o gol vazio, marcando o terceiro gol do Equador. Oito minutos depois a situação piorou com Rafael Forster sendo expulso após dar uma cotovelada em Monteiro.   O Brasil ainda tentou reagir. Alex aproveitou a falha da zaga equatoriana e diminuiu. Mas, aos 40 minutos o Equador definiu a partida. Ochoa sozinho na entrada da pequena área só teve o trabalho de mandar para as redes. No final da partida, os torcedores vaiaram os jogadores brasileiros, que tiverem que ouvir gritos de "time sem vergonha" e "timinho". Após o desastre, Lulinha lamentou a atuação da seleção brasileira. "Vontade não faltou. Nós tentamos, mas não deu". O goleiro Marcelo repetiu o discurso do companheiro de equipe. "A seleção se esforçou bastante para conquistar a vitória. Foi uma pena."   Na semifinal, a Jamaica (primeira colocada do Grupo C) enfrentará o México (segundo melhor colocado) e o Equador (primeiro do Grupo A) jogará contra a Bolívia (primeira do Grupo B).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPan 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.