Reprodução
Reprodução

Seleção de ginástica leva Daniele Hypolito para simulação do Pan

Torneio na Bélgica também servirá como prévia de Mundial

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2015 | 18h41

Se Diego Hypolito está fora dos Jogos Pan-Americanos, sua irmã Daniele Hypolito segue nos planos da comissão técnica. A veterana foi convocada e embarca neste sábado com a seleção brasileira que vai participar do Flanders International Team Challenge, em Ghent (Bélgica), torneio no próximo fim de semana que vai ser usado como teste da equipe que vai ao Pan e ao Mundial.

"É um evento que estava em nossos objetivos. Será maravilhoso, um importante teste que nos dará uma visão de como estamos antes dos Jogos Pan-Americanos. O nível deve ser bem alto, com os países indo com as principais ginastas. São equipes que, provavelmente, também estarão no Mundial", destaca a Coordenadora Georgette Vidor.

Além de Daniele, foram convocadas as novatas Flávia Saraiva e Rebeca Andrade, ambas em primeiro ano competindo entre as adultas, Julie Kim Simnon e Letícia Costa. Lorrane Oliveira também era cotada para fazer parte da equipe, mas foi mal na etapa de São Paulo da Copa do Mundo de Ginástica e acabou de fora do time.

No Mundial deste ano, o foco será chegar à final por equipes e garantir vaga nos Jogos Olímpicos do ano que vem. Como Flavinha e Rebeca são novatas, o potencial coletivo do grupo é uma incógnita.

Até outubro, quando acontece o Mundial em Glasgow (Escócia), Jade Barbosa deve estar completamente recuperada da cirurgia no joelho que ela fez no ano passado. No Mundial, a equipe é composta por seis atletas. Em cada aparelho, cinco atletas se apresentam, mas só quatro notas são contabilizadas. Em 2014, sem Jade, Flávia e Rebeca, o Brasil foi só 16.º colocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.