Seleção de handebol desembarca na França e já pensa na estreia do Mundial

Campeonato Mundial começa nesta quarta-feira

Estadão Conteúdo

09 de janeiro de 2017 | 17h55

A seleção brasileira masculina de handebol chegou nesta segunda-feira em Paris, na França, já pensando na estreia no Mundial da modalidade, na próxima quarta-feira. O primeiro confronto será já contra os donos da casa, uma das potências da modalidade e responsáveis pela eliminação do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio.

Enfrentar o time da casa na abertura do Mundial não é novidade para o Brasil, que já fez isso contra o Catar em 2015. A diferença é de que desta vez estará jogando contra uma torcida apaixonada. A expectativa, afinal, é de lotação máxima na Accorhotels Arena, que tem capacidade para mais de 15 mil torcedores.

"Nossa expectativa é sempre boa, ainda mais com uma estreia com o time da casa, em um ginásio com 15 mil pessoas contra. A responsabilidade é totalmente da França. Temos que fazer o nosso jogo e buscar o melhor resultado possível. Temos que dar 100% de olho na vitória", planejou o goleiro Bombom.

Ele deve se revezar no gol brasileiro com o experiente Maik Santos, eleito melhor goleiro da Yellow Cup, torneio preparatório encerrado no domingo na Suíça. O Brasil venceu Romênia e Eslováquia, mas caiu diante da Suíça.

Brasil e França se enfrentaram nas quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio. O duelo foi equilibrado na primeira etapa, mas os franceses acabaram vencendo por larga margem: 34 a 27. A França acabou com a medalha de prata.

"Acho que depois da Olimpíada, quando fizemos um jogo muito duro, eles sabem ainda mais do nosso potencial. Aqui temos 11 atletas que estavam no Rio, e os que chegaram estão agregando muito valor também", acrescentou Bombom.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.