Seleção de handebol vai jogar torneio em Angola com time B

Babi, Duda, Alexandra, Dani Piedade e Ana Paula estão entre as jogadoras de lugar cativo na seleção brasileira feminina de handebol, que no fim do ano vai em busca do bicampeonato mundial. O técnico Morten Soubak, porém, sabe que a renovação é necessária e que vai precisar de um elenco fortalecido. Por isso, vai testar o time B do Brasil em um torneio amistoso em Angola, a partir da próxima quarta-feira.

Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2015 | 16h33

"Esta não é uma etapa para pensarmos em resultados, mas sim no desenvolvimento de cada atleta e também o momento ideal para que elas possam entender bem o trabalho que é realizado na seleção. O que me deixa muito feliz é poder oferecer jogos internacionais para esse grupo, que irá sentir a responsabilidade em defender a seleção", comenta o treinador.

Para jogar diante dos times A e B de Angola e da seleção portuguesa, o Brasil terá um time ainda inexperiente, praticamente apenas com atletas radicadas no País. Apenas duas são campeãs mundiais: Amanda Andrade e Deborah Hannah. Da Europa, apenas a central Francielle, que continua no Hypo, da Áustria, apesar de o time não ser mais base da seleção permanente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.