Divulgação/CBhb
Divulgação/CBhb

Seleção entra na reta final de treinos para Mundial de handebol

Brasil enfrenta o anfitrião Catar na estreia da competição; Grupo A também tem Espanha, Chile, Eslovênia e Bielo-Rússia

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2014 | 16h32

A seleção brasileira masculina de handebol inicia nesta sexta-feira a reta final de preparação para a disputa do Mundial do Catar, que acontecerá de 15 de janeiro a 1.º de fevereiro. Ainda incompleto, porque os jogadores que atuam na Europa estão defendendo suas equipes, o grupo se reúne em Blumenau (SC) para mais um período de treinos.

Pela programação elaborada pelo espanhol Jordi Ribera, que é o técnico da seleção brasileira, o grupo só irá interromper os treinos nos dias do Natal e do Réveillon. A delegação embarca em 7 de janeiro, mas vai primeiro para o Egito, onde disputa um torneio preparatório. Depois, segue direto para o Catar, para encarar o Mundial.

No Mundial, que será disputado em Doha, o Brasil integra o grupo A, ao lado do anfitrião Catar, da Espanha, da Eslovênia, da Bielo-Rússia e do Chile. E a estreia será justamente contra os donos da casa, no dia 15 de janeiro.

Segundo Ribera, o Mundial não é o único foco dos treinos em Blumenau. "Será um período para que aqueles que terminaram a disputa da Liga Nacional no último fim de semana possam manter o ritmo. Também vamos poder olhar mais de perto alguns atletas novos que estarão pela primeira vez na equipe adulta, já pensando também nos próximos campeonatos", explicou.

Por isso mesmo, a seleção júnior irá treinar com a equipe principal nos próximos dias em Blumenau, pensando também na disputa do Mundial da categoria, que acontecerá no ano que vem, no Brasil. "Como sempre, isso faz parte de um planejamento conjunto em que procuramos unificar as duas categorias", contou Ribera.

Tudo o que sabemos sobre:
handebolseleção brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.