Seleção experiente disputará primeira Olimpíada desde 96

Há 16 anos sem participar dos Jogos, basquete masculino promete seriedade na busca por medalhas

ALESSANDRO LUCCHETTI , ENVIADO ESPECIAL / ESTRASBURGO, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2012 | 03h03

Os repórteres perguntam ao ala Alex quais são as orientações para lidar com o risco do chamado "deslumbramento olímpico". A cada quatro anos, essa questão é levantada: Como podem os atletas resistir às tentações da Vila Olímpica? O restaurante oferece iguarias de todo o mundo, um desafio para quem precisa estar em forma para render o máximo. Há mulheres belíssimas, além de outras distrações e diversões. Nenê, que não está escalado para dar entrevistas, ouve a pergunta enquanto passa pelo corredor do ginásio Rhénus Sport, e interfere na conversa. "Ele já está bem crescidinho", diz, e caminha rumo ao ônibus.

De fato, a seleção brasileira não é formada por novatos, salvo um ou outro jogador menos rodado, como Raulzinho ou Caio Torres. Todos disputam a primeira Olimpíada, já que o basquete masculino brasileiro não participa dos Jogos desde 1996. Mas são enfáticos: não será por falta de seriedade que a equipe deixará de render em Londres.

"A gente sabe o quanto sofreu para chegar até aqui. Não vamos jogar tudo no lixo agora", diz Alex, com a autoridade pertinente a um dos cardeais da equipe.

O treinador, Rubén Magnano, destaca outra qualidade do grupo que comanda, além da seriedade. "São jogadores inteligentes", diz. O argentino, comandante da seleção de seu país na conquista do ouro olímpico de Atenas, não quer que seus atletas se sintam tolhidos por uma disciplina rígida demais.

"Eles lutaram muito para chegar aqui. Devem desfrutar do que há de belo nos Jogos. Quero que prestem atenção aos horários, não andem sozinhos, prestem atenção ao sistema de transporte. Mas há intervalos para que aproveitem o que os Jogos oferecem", diz o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.