Kin Cheung/AP
Kin Cheung/AP

Seleção feminina conquista torneio em Hong Kong e garante vaga na elite do rúgbi

Equipe garante título inédito ao bater a Escócia e encerrar campanha perfeita na competição

Redação, Estadão Conteúdo

05 de abril de 2019 | 11h14

A seleção brasileira feminina de Rugby Sevens fez história mais uma vez nesta sexta-feira. Na China, o time nacional conquistou pela primeira vez o título do World Rugby Women's Sevens Series, o famoso Hong Kong Sevens, com a vitória na final sobre a Escócia por 28 a 19, e garantiu uma vaga na elite do rúgbi - pela segunda vez estará entre as equipes fixas da Série Mundial de Sevens.

"É uma alegria que não dá para definir. Parece que ainda não caiu a ficha porque trabalhamos tanto para chegar nesse momento e a gente obteve nossa recompensa. O título foi fruto do nosso trabalho", ressaltou Raquel Kochhann, capitã das Yaras, como a seleção feminina é conhecida. "É indescritível, nós trabalhamos muito duro para conquistar esse título. É um sentimento incrível", complementou Izzy Cerullo, após a conquista histórica.

O título brasileiro veio após uma campanha perfeita com seis vitórias em seis jogos. Após terminar em primeiro no Grupo C - que tinha Polônia, Casaquistão e Argentina como adversárias -, o Brasil venceu pela segunda vez as casaques (21 a 5), nas quartas de final, e o Quênia (17 a 5), na semifinal. Na grande decisão, as Yaras enfrentaram a tradicional Escócia e levantaram a taça com os tries de Aline Furtado, Bianca, Thalia e Leila.

Com a conquista, o Brasil se credenciou pela segunda vez para a disputa da Série Mundial de Sevens, a elite mundial, para a temporada 2019/2020. A primeira e única vez que a equipe tinha alcançado tal feito havia sido na disputa dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, quando terminou em nono lugar e garantiu uma das 11 vagas fixas na temporada seguinte (2016/2017).

Em Hong Kong, o Brasil contou com as seguintes atletas: Aline Furtado, Aline Bednarski, Bianca Silva, Isadora Cerullo, Isadora Lopes, Franciele Martins, Leila Silva, Haline Scatrut, Raquel Kochhann, Rafaela Zanellato e Thalia Costa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.