Seleção passa sufoco, mas vence a 2ª no Mundial

A seleção feminina foi surpreendida pela República Checa e por pouco não perdeu ontem. Atrás duas vezes no placar, as brasileiras tiveram trabalho para levar o jogo para o tie-break. No fim, deu certo: a equipe ganhou a segunda partida por 3 a 2 (22/25, 25/22, 23/25, 25/20 e 15/9) e segue invicta no Mundial do Japão.

, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2010 | 00h00

O susto pode servir como alerta para o confronto de hoje, às 7 horas, contra as fortes holandesas. É o que espera o técnico Zé Roberto. "Ainda estamos cometendo erros. Vamos conversar e diminuir a ansiedade para o jogo contra a Holanda", disse.

O jogo também marcou a volta de Natália e Sheilla, recuperadas de lesão, ao time. Sheilla mostrou ótima forma.

Bloqueio eficiente. Logo no primeiro set, as jogadoras checas mostraram talento para o bloqueio. Havlickova foi impecável. A torcida - Hamamatsu é a cidade japonesa com maior número de brasileiros - fez sua parte e a seleção encostou no placar. Mas a falta de concentração pôs tudo a perder: 25 a 22 para as adversárias.

No segundo set, Jaqueline comandou a reação e empatou o jogo. Na etapa seguinte, porém, Havlickova voltou a brilhar e recolocou sua equipe em vantagem.

O Brasil foi para tudo ou nada no quarto set. Nos momentos de apagão, Fabi reanimou o grupo. O esforço valeu: 25 a 20 e a decisão foi para o tie-break. Daí foi a vez de Natália se destacar: 15 a 9.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.