Seleção sofre, mas supera a Espanha

Equipe luta muito para marcar 3 sets a 1 e agora decide o primeiro lugar no Grupo B hoje diante dos cubanos, às 16 horas

, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2010 | 00h00

VERONA

Não foi fácil para a seleção brasileira masculina de vôlei arrancar a segunda vitória no Campeonato Mundial, que está sendo disputado em Verona, na Itália. Ontem, o time do Brasil sofreu um pouco para conseguir derrotar uma Espanha forte, por 3 sets a 1 (com parciais de 30/28, 21/25, 25/20 e 25/19), em 1h47 de jogo.

Com o triunfo, a equipe brasileira está garantida na segunda fase e volta à quadra hoje, às 16 horas, contra Cuba, em duelo que vale o primeiro lugar do Grupo B. Espanha e Tunísia brigam pela terceira vaga.

O Brasil entrou em quadra com algumas mudanças em relação ao time que estreou com fácil vitória sobre a Tunísia. O capitão Giba foi substituído por Dante e o oposto Leandro Vissotto, que sentia dores no calcanhar esquerdo e era dúvida, foi titular.

A partida foi acirrada, mas a eficiência brasileira no bloqueio determinou o resultado. Foram ao todo 18 pontos no fundamento, nove só de Rodrigão, contra apenas seis da Espanha. Dante também teve grande atuação e terminou como principal pontuador do jogo, com 17.

O jogo. A equipe do técnico Bernardinho demorou para engrenar diante de uma Espanha bem esquematizada, que ocupa o 37.º lugar no ranking da Federação Internacional de Vôlei - o Brasil é o 1.º. O time europeu, comandado pelo experiente Julio Velasco, ficou à frente no marcador durante quase todo o primeiro set.

Quando o placar marcava 24/21, Bernardinho parou a partida, e os jogadores voltaram com outra postura. Em um duelo equilibrado, com lindas trocas de bola, o Brasil levou a melhor e Lucão, de bloqueio, fechou em 30/28.

A Espanha voltou com tudo no segundo set, empatou o jogo explorando os erros do Brasil e ainda abriu vantagem de 8/6 no terceiro set. Foi quando o time verde-amarelo pareceu acordar de vez. Conseguiu quebrar o passe europeu, dificultando o trabalho do levantador Gens. E os ponteiros Dante e Murilo ajudaram a equipe a abrir vantagem até fechar o set em 25/20.

Na última parcial, o Brasil dominou do começo ao fim - a Espanha, abatida, parou de jogar. O levantador Bruno foi o destaque do set, com pontos de bloqueio, bons saques e uma bela bola de segunda. No último ponto, Bernardinho inverteu o esquema 5-1, tirou Bruno e Theo para a entrada de João Paulo Bravo e Vissotto. Deu certo: 25/20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.