Jonne Roriz/AE
Jonne Roriz/AE

Sem forçar, Cesar Cielo faz 5º tempo e avança à final nos 100m livre

O campeão brasileiro foi o segundo colocado em sua eliminatória, com o tempo de 58s17

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 16h03

Cesar Cielo conquistou a vaga na final dos 100 metros livre nesta terça-feira, ao cravar o quinto melhor tempo das semifinais, com 48s17. O brasileiro, que defende a medalha de bronze conquistada em Pequim/2008, foi o segundo colocado em sua eliminatória. Só foi superado pelo rival James Magnussen, da Austrália. A final será disputada na tarde desta quarta, às 16h20 (horário de Brasília).

Cielo liderou sua eliminatória nos primeiros 50 metros e chegou a virar com tempo abaixo do recorde mundial, mas reduziu o ritmo na segunda parte da prova e foi superado por Magnussen, que cravou o melhor tempo das semifinais, com 47s63. "Foi muito bom. Deu para dar uma seguradinha no final. Estamos na briga. Amanhã vou tentar pegar uma medalhinha", afirmou o brasileiro, em entrevista à Sportv.

Na soma dos resultados das semifinais, Cielo foi superado também pelo norte-americano Nathan Adrian (47s97), pelo cubano Hanser Garcia (48s04) e pelo holandês Sebastiaan Verschuren (48s13). O último classificado foi o russo Nikita Lobintsev, com 48s38. Favoritos como o australiano James Roberts e o americano Cullen Jones foram eliminados na semifinal.

Cauteloso, Cielo projeta uma disputa equilibrada na decisão. "Peguei medalha em 2008 nadando na raia 8 (a de pior classificação). O mais importante é fazer a minha prova, fazer o melhor e torcer para que seja suficiente", declarou o brasileiro, que é o dono do recorde mundial da prova, registrado no Mundial de Roma/2009, com 46s91, quando os supermaiôs ainda eram permitidos pela Federação Internacional de Natação (Fina).

Com os 48s17 das semifinais, Cielo obteve seu melhor tempo do ano e também melhorou o desempenho apresentado nas eliminatórias desta manhã, quando marcou 48s67. Motivado para baixar ainda mais seu tempo, o brasileiro prometeu descansar até a final desta quarta. "Não vou fazer nada. Vou botar a perna para cima e ficar o dia inteiro deitado. Vou economizar minha energia ao máximo."

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.