Sem Gabriel, Santos volta a campo contra o Inter, carrasco no jogo da ida, daqui a 10 dias

Sem Gabriel, Santos volta a campo contra o Inter, carrasco no jogo da ida, daqui a 10 dias

Atacante se despediu neste domingo do clube e espera fazer história na Inter de Milão

Leonardo Guandeline, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

29 Agosto 2016 | 07h00

O Santos volta a jogar somente no próximo dia 8, contra o Internacional, em Porto Alegre, às 21 horas, em partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a parada na competição por conta da rodada das eliminatórias sulamericanas, o clube retorna a campo contra o único adversário, além do Figueirense, que o derrotou na Vila Belmiro neste Brasileirão, também por 1 a 0, em 29 de maio.

Sem Gabigol, que neste domingo se despediu do clube, o Santos tenta se recuperar de duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro - perdeu do Coritiba, no Couto Pereira, no penúltimo jogo, por 2 a 1.

Gabriel, que entrou ontem somente no segundo tempo, dando novo ritmo ao ataque do Santos, disse que será uma honra jogar pelo Inter de Milão, que "está montando um grande time", segundo o atacante.

"Eu gosto de pressão, de desafio, e esse é mais um.  O Campeonato Italiano é muito forte. Estou muito preparado para ir para a Europa. Vou com a minha família e meus amigos e estarei muito bem acolhido lá. A Inter está montando um grande time e eu quero fazer parte disso", disse Gabigol.

Para Gabigol, um dos melhores em campo do Santos neste domingo, a "ficha ainda não caiu".  O clube italiano deve pagar cerca de 27 milhões de euros (R$ 98 milhões) pelos direitos federativos do jogador.

"O Santos é minha casa. Ainda não caiu a ficha. (Lá) não verei a torcida gritando minha música, meus pais no camarote. Mas é o momento de crescer (profissionalmente), evoluir".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.