Sem medo, espanhóis veem final com o Brasil

Sem medo de subir no "salto alto", a seleção espanhola se declara favorita para decidir o título da Copa das Confederações. E os jogadores têm no Brasil o adversário predileto para bater e assim ganharem mais prestígio. "Espanha e Brasil são favoritos nas semifinais, mas, como não há lógica no futebol, temos de fazer o nosso trabalho e vencer os Estados Unidos primeiro", declarou Piqué, zagueiro do Barcelona. Atual campeã europeia, a Espanha ostenta a marca recorde de 35 partidas de invencibilidade, com 15 vitórias consecutivas. Agora, tem pela frente os americanos, que perderam seus dois primeiros jogos na África do Sul - 3 a 1 para a desclassificada Itália e 3 a 0 para o Brasil - e só seguiram adiante por causa dos 3 a 0 aplicados sobre o Egito (obtiveram a vaga no número de gols marcados).Mesmo com a confiança dos jogadores, o técnico espanhol Vicente Del Bosque sugere cautela: "Os EUA não são nem melhores nem piores do que qualquer outro adversário", disse. "Têm uma equipe rápida e combativa, não foi à toa que fizeram uma ?partidaça? contra o Egito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.