Sem participação do Brasil, público não prestigia ginástica

Seleção brasileira deve se apresentar após o meio-dia; presença do público no local ainda é pequena

Glenda Carqueijo, do JT e Michel Castellar, do estadao.com.br

14 de julho de 2007 | 10h42

O público decepcionou e as competições masculinas de ginástica artística por aparelhos começaram com a Arena Olímpica Poliesportiva da Cidade dos Esportes, em Jacarepaguá, vazia. O local tem capacidade para 12 mil pessoas mas, neste momento, cerca de 2 mil pessoas ocupam os lugares.O site de vendas de ingressos pela internet mostra que ainda existem entradas para os lugares mais caros, R$ 60 e R$ 120. Mas, os tíquetes de R$ 20 estão esgotados. Só que nem mesmo no setor sem passes a serem comecializados está lotado.Neste momento, se apresentam nos aparelhos - salto, argolas, cavalo com alças, barra fixa e barras paralelas - as seleções de: Porto Rico, Venezuela, Estados Unidos, México, Guatemala e Colômbia. A previsão é a de que a seleção brasileira se apresente após o meio-dia.Com poucos brasileiros presentes, a torcida que faz a festa no ginásio é a de Porto Rico. Seis portariquenhos fazem muito barulho nas arquibancadas para incentivar o time que, após a primeira exibição nos sets, terminou na terceira colocação, atrás de Venezuela e Colômbia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.