Sem Roma, cinco cidades tentam sediar a Olimpíada de 2020

Tóquio (Japão), Madri (Espanha), Istambul (Turquia), Doha (Catar) e Baku (Azerbaijão) estão competindo

AE, Agência Estado

16 de fevereiro de 2012 | 10h39

LAUSANNE - O Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou nesta quinta-feira ter recebido a documentação de cinco cidades candidatas a sediar a Olimpíada de 2020. O prazo para entrega dos projetos se encerrou à meia-noite de quarta-feira e, como esperado, Roma desistiu de continuar participando do processo após não receber o apoio governamental.

Na terça-feira, o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, disse que seu governo não iria oferecer as garantias necessárias para apoiar a tentativa de Roma de receber o evento, por conta da crise financeira no país.

Assim, as cidades de Tóquio (Japão), Madri (Espanha), Istambul (Turquia), Doha (Catar) e Baku (Azerbaijão) estão competindo para sediar a Olimpíada de 2020. Entre as candidatas, apenas Tóquio já organizou uma edição dos Jogos, em 1964.

Os projetos apresentados pelas candidaturas serão analisados por um grupo montado pelo COI, que vai preparar relatórios sobre cada cidade, que serão entregues ao comitê executivo da entidade. Em maio, em Quebec, no Canadá, o comitê anunciará as cidades que permanecerão na disputa.

Depois disso, as finalistas terão que preparar uma nova apresentação. As cidades serão visitadas novamente por um comitê avaliador do COI. A escolha da sede da Olimpíada de 2020 será realizada no dia 7 de setembro de 2013, em Buenos Aires, na Argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.