CBV/Divulgação
CBV/Divulgação

Sem surpresas, CBV define convocados do vôlei de praia para ir a Londres

'Estamos indo com perspectivas reais de brigar pelo ouro com todas as duplas', disse Ary Graça

AE, Agência Estado

28 de junho de 2012 | 18h50

RIO - A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) anunciou nesta quinta-feira as quatro duplas convocadas para representar o Brasil na disputa do vôlei de praia na Olimpíada de Londres. Sem surpresas, as escolhidas foram aquelas que ocupam a melhor colocação no ranking mundial: Juliana/Larissa, Talita/Maria Elisa, Alison/Emanuel e Ricardo/Pedro Cunha.

O Brasil conseguiu o máximo de vagas permitidas no torneio olímpico - duas no masculino e duas no feminino -, graças à boa colocação no ranking das duplas brasileiras. Mas a definição daquelas que seriam escolhidas para os Jogos de Londres ficou nas mãos da CBV, que chegou a admitir a possibilidade até de trocar parceiros durante a disputa do evento.

Mas acabou prevalecendo aquelas parcerias que já estavam consolidadas. No caso do masculino, Alison e Emanuel terminaram na liderança do ranking olímpico, enquanto Ricardo e Pedro Cunha ficaram em sexto lugar - outra dupla que poderia ficar com a vaga é a formada por Márcio e Pedro Solberg, que conseguiram apenas a 14ª colocação, mas têm obtido bons resultados.

No feminino, Juliana e Larissa ocuparam a liderança do ranking olímpico e eram nome certo na convocação brasileira. Além delas, as outras escolhidas foram Talita e Maria Elisa, que terminaram na quinta colocação. Taiana e Vivian competiam com elas pela vaga, mas foram preteridas - aparecem apenas na 16ª posição na listagem para os Jogos de Londres.

O Brasil tem enorme tradição na disputa do vôlei de praia, esporte que entrou no programa olímpico apenas nos Jogos de Atlanta, em 1996. Em quatro edições já realizadas, são nove medalhas conquistadas pelos brasileiros, sendo duas de ouro, cinco de prata e duas de bronze.

Agora separados, Ricardo e Emanuel já conquistaram uma medalha de ouro (em 2004) e uma de bronze (em 2008) quando jogavam juntos. Ricardo ainda tem uma de prata com Zé Marco em 2000, enquanto Emanuel esteve em todas as edições olímpicas realizadas - jogou com Zé Marco em 1996 e com Loiola em 2000, terminando ambas em nono lugar. Com novos parceiros, eles esperam repetir o pódio em Londres.

Enquanto isso, as duas duplas femininas do Brasil vão em busca de um pódio inédito na Olimpíada. Nos Jogos de Pequim, há quatro anos, Juliana sofreu uma grave lesão e Larissa precisou jogar com Ana Paula, ficando em quinto lugar. E Talita, jogando na época com Renata, obteve a quarta colocação na sua primeira participação olímpica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.