Sem vento, nada de vela em Salvador

Interrompido hoje por causa da falta de vento, o Brasileiro da classe Laser deve prosseguir amanhã, a partir das 13h em Salvador, Bahia. A competição reúne 150 veleiros da classe, de três categorias: standard, radial e 4.7, e conta com velejadores de vários países. A classificação geral permanece a mesma após as duas regatas de segunda-feira: pentacampeão mundial e melhor velejador do mundo de 2001, o paulista Robert Scheidt e lidera o Brasileiro com apenas dois pontos perdidos, seguido do carioca João Signorini, que soma cinco, depois de um segundo e um terceiro lugares no primeiro dia. ?A chuva faz parte... Estava chovendo muito e mesmo assim decidiram dar a largada. Mas na metade da competição o vento acabou e aí optaram por cancelar a regata?, explicou Scheidt, que ainda tem a medalha de ouro olímpica da Laser de Atlanta/96 e a de prata de Sydney/2000.

Agencia Estado,

15 de janeiro de 2002 | 20h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.