Semana da Vela começa neste sábado

Com o recorde de mais de 150 barcos inscritos, será aberta neste sábado, às 10h30, a 29ª edição da Semana de Vela de Ilhabela com a regata Eldorado-Alcatrazes por Boreste, a mais longa provada competição. Com estrelas como Robert Scheidt, Amyr Klink, Alex Welter e Lars Grael, a maior competição de vela oceânica do Brasil também conta com quatro barcos argentinos competindo - um deles é apontado como favorito à fita azul: o "Flash Gordon", um Farr 49.Uma das tripulações que mais se destacam é a do barco baiano "Odoya", que conta com Scheidt, seu técnico, Klaus Bieckark, e Alex Welter - medalha de ouro na Classe Tornado nos Jogos Olímpicos de Moscou/1980.Welter declara que está satisfeito com a organização do evento e as condições para os velejadores: "As condições de vento são geralmente muito boas aqui e a prefeitura nos recebe muito bem - é a comprovação de que Ilhabela é a capital da vela." Sobre a regata de hoje, afirma: "É a regata para o grupo se entrosar e ir se refamiliarizando com o barco porque a maioria dos grupos estão se reencontrando agora para velejar. Questiono apenas o horário, acho muito cedo." Robert Scheidt, campeão olímpico da Classe Laser na Olimpíada de 1996, em Atlanta, e prata em Sydney/2000, é um dos atletas que mais bem conhecem a raia de Ilhabela. "Praticamente cresci velejando aqui, estou feliz de participar da tripulação do ´Odoya´. Teremos uma regata longa, competitiva do começo ao fim. Passaremos por um teste de cansaço físico e mental o tempo todo, mas é uma prova muito importante", disse o timoneiro do barco baiano.Outro veterano dos mares de Ilhabela é o gaúcho Nelson William, que foi o único representante brasileiro na arbitragem da vela nos Jogos Olímpicos de Sydney/2000. Nelson vai competir pela categoria 40.7, a mesma de Robert Scheidt, com o barco "Week Week". Ele acredita que a Eldorado-Alcatrazes é a ideal para começar a competição. "É uma regata onde o trabalho da tripulação não é tão decisivo quanto uma regata curta, que tem muitas manobras. A Eldorado é de percurso longo, dá para fazer o trabalho mais lentamente. É ideal para as tripulações começarem a se conhecer, além de saber mais do barco e da raia. Considero a regata longa cansativa, mas é a ideal para se programar o que fazer no resto da semana." Nelson fez questão de ressaltar as participações de estrelas como Scheidt e Lars Grael: "Além de atrair a mídia, a Semana de Vela é aquele momento em que os ´deuses´ se unem aos seres humanos e velejam juntos. Os ´deuses´ seriam os maiores velejadores, que vivem o mesmo espírito de confraternização que o atleta que está começando no esporte." Mudança de posto - O recordista da regata Eldorado-Alcatrazes, Marcos Ferrari (que marcou 9h34mins53s na edição de 1998, com o barco ESPN Brasil), não vai participar da prova: está treinando com a equipe brasileira permanente de vela da classe 49er.. Ainda assim, não deixou de prestigiar a competição: será o locutor oficial do evento. "Sempre pedi à organização que fizesse uma maior divulgação da competição em terra. Pela primeira vez isso vai acontecer. Vou narrar a largada e pegar as informações nos barcos para passar para o público. É fundamental que haja informação em tempo real para os interessados em acompanhar a regata", explica Ferrari. "Estou com um pouco de dor no coração, é um drama ter de mudar de prioridade, mas vou continuar fazendo meu trabalho pela vela." O velejador acredita que as chances de outro barco estabelecer um novo recorde são grandes: " Está nas mãos do vento fazer algum veleiro bater o recorde do ´ESPN Brasil´. O favorito é o ´Flash Gordon´, que é um excelente veleiro e tem uma ótima equipe."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.