Serginho xinga e parte para cima de Estevam

Chamado para treinar o Santos até a chegada do substituto de Vágner Mancini, o interino Serginho Chulapa não conseguiu segurar o gênio impetuoso que marcou sua carreira como jogador. Nos minutos finais da partida, Chulapa ameaçou de agressão o técnico Estevam Soares, do Barueri, por conta das reclamações de arbitragem. Após o jogo, justificou a atitude citando um atrito antigo. "O problema não é de hoje, vem dos tempos do São Paulo", disse o interino santista ao Estado. Chulapa e Estevam foram companheiros no Tricolor paulista, no fim da década de 70. "Ele era um dedo-duro, por isso apanhava a toda hora." Chulapa disse que estava um pouco desacostumado a comandar uma equipe do banco. "Você se envolve na emoção." O técnico do Barueri, por outro lado, mostrou surpresa. "Não sei por que cargas d?água ele disse que ia me pegar lá fora." O Santos tem pressa para substituir Mancini. O preferido é Muricy Ramalho. A diretoria santista afirma ser difícil anunciar o novo técnico antes do clássico de domingo com o São Paulo, no Morumbi, embora não descarte essa hipótese. O presidente do clube, Marcelo Teixeira admitiu o interesse em Muricy, mas não deu detalhes. "Estamos negociando." Os números já foram apresentados ao treinador e ele pediu um tempo para pensar. Serão R$ 450 mil por mês (incluído o salário do auxiliar técnico Tata) e altos prêmios por objetivos alcançados - como a conquista do Campeonato Brasileiro e da Libertadores de 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.