Servílio de Oliveira fica com o bronze no boxe

CIDADE DO MÉXICO 1968

O Estadao de S.Paulo

25 de abril de 2008 | 00h00

O boxe brasileiro só conquistou uma medalha na história dos Jogos Olímpicos. Foi com o mosca Servílio de Oliveira, bronze na Cidade do México, em 1968. Era lutador de estilo não muito comum, pois tanto era um pegador implacável como sabia colocar os golpes de forma eficiente e com muita técnica. Servílio também fez sucesso no profisionalismo, apelidado de Eder do Ébano. Mas um descolamento de retina, aos 23 anos, em 1971, praticamente encerrou sua carreira invicta, após 16 vitórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.