Sérvio é expulso de campeonato após manifestação política

Nadador é punido após subir ao pódio vestindo camisa com slogan contra independência do Kosovo

Agência Estado

21 de março de 2008 | 19h28

O nadador sérvio Milorad Cavic foi expulso do Campeonato Europeu de Natação, em Eindhoven, na Holanda, um dia depois de criar a maior polêmica da competição. Na quinta-feira, ele venceu a prova dos 50 metros borboleta e, na hora da premiação, foi receber sua medalha com uma camiseta com os dizeres "Kosovo é sérvia", numa referência contra a recente declaração de independência da antiga província sérvia. A Liga Européia de Natação (LEN) considerou que Cavic infringiu um dos estatutos da entidade, que prevê punição para atitudes provocativas dos atletas. E, por isso, determinou que ele fosse expulso do Campeonato Europeu. A Federação Sérvia também não saiu impune: vai ter de pagar uma multa de 7 mil euros por ter permitido a manifestação do nadador no pódio. Enquanto ficou em má situação perante os dirigentes da natação européia, Cavic saiu do episódio valorizado em seu próprio país. O primeiro-ministro da Sérvia, Vojislav Kostunica, saiu em defesa do atleta. "Eu apelo para todas as pessoas razoáveis e responsáveis da Federação de Natação que permitam a Cavic competir", disse o político, em um comunicado oficial distribuído à imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.