Kevin Winter / AFP
Kevin Winter / AFP

Shakira e Jennifer Lopez enlouquecem o público no show do intervalo do Super Bowl

Cantoras interpretam sucessos primeiro separadamente e, depois, juntas, em 13 minutos de apresentação

Wilson Baldini Jr., enviado especial a Miami, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2020 | 22h43

Um espetáculo histórico fizeram Shakira e Jennifer Lopez, neste domingo, no gramado do Hard Rock Stadium, em Miami, durante o intervalo do Super Bowl. Pela primeira vez duas cantoras latinas se apresentaram ao mesmo tempo no palco da principal competição esportiva dos Estados Unidos.

Com muita sensualidade e um show de coreografia, as duas cantoras fizeram os 65 mil presentes ficarem em pé. As duas cantaram sucessos como 'On The Floor' e 'Waka Waka', que marcou a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Shakira chegou a se jogar nos braços do público.

Aniversariante do dia (43 anos), a colombiana Shakira enlouqueceu o público, assim como a norte-americana Jennifer Lopez, de 50 anos e muita disposição. As duas mantêm uma forma física impressionante. Depois de atuarem separadamente, as estrelas dividiram o palco por alguns instantes. Neste momento os celulares de todos no estáido foram ligados.

Foram 13 minutos eletrizantes com o público festejando cada música como se fosse um touchdown. Pela rápida, mas intensa apresentação, Shakira e Jennifer Lopez receberam US$ 13 milhões (R$ 55,6 milhões) ou US$ 1 milhão por minuto (R$ 4,2 milhões).

Mais uma vez a organização do evento deu show ao armar e desarmar o palco em menos de dez minutos. Quando o segundo tempo do jogo começou, não parecia que um show havia sido realizado naquele estádio. Esta não é a primeira vez que isso ocorre, mas sempre é muito impressionante.

* Repórter viajou aos EUA a convite da ESPN, transmissora oficial da NFL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.