Sharapova sofre para vencer em Roland Garros

De vestido pregado rosa e calcinhas de contraste estranho em amarelo gema de ovo, Maria Sharapova contou com a ajuda dos céus para vencer seu primeiro jogo em Roland Garros. Diante da norte-americana Mashona Washington, na quadra Suzanne Lenglen, a tenista russa precisou salvar três match points para seguir na competição. No segundo deles, duas pombas pousaram ao lado da musa, como se estivessem querendo voltar ao seu ninho. A cena rápida fez com que Sharapova mandasse um beijo para cima e numa espetacular reação venceu por 6/2, 5/7 e 7/5 em 2h27 de partida. A dificuldade em vencer o jogo não foi surpresa. Sharapova chegou a Paris dizendo estar longe de sua melhor forma. Além disso, no final do segundo set chamou por atendimento médico e colocou uma botinha de esparadrapo no tornozelo direito. Os problemas físicos, porém, não disfarçaram a existência de um aparente mistério. A tenista ao final do jogo batia com o punho cerrado no coração, revelando todo o emocional da partida. Ao assinar a câmera de televisão, desenhou uma careta e mandou um beijinho apaixonado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.