Shogun não esquece as provocações e diz que quer nocautear Sonnen

Brasileiro precisa vencer o norte-americano para manter vivo sonho de disputar o cinturão

GUILHERME DORINI, O Estado de S. Paulo

17 de agosto de 2013 | 08h30

SÃO PAULO - Para retomar o caminho das vitórias e se aproximar de uma disputa pelo cinturão da categoria meio-pesado, Mauricio Shogun precisa vencer Chael Sonnen, neste sábado, em duelo válido pelo UFC Night Show, em Boston, nos Estados Unidos.

Ao contrário do que todos estão acostumados, o norte-americano mostrou respeito e até elogiou o lutador brasileiro durante toda a promoção do evento. "Shogun é um ex-campeão e uma lenda do esporte. Eu nunca o subestimaria, sei que ele pode me vencer e não escolhi lutar com ele".

Mas, se Sonnen pensava que essa mudança de comportamento poderia aliviar seu lado, ele está enganado. Em entrevista ao Estado, Shogun afirmou que esse combate terá uma motivação extra e que não esqueceu as antigas provocações do rival. "Não gosto do jeito com que ele tratou o Wanderlei Silva, que é meu amigo, e o Brasil. Sou patriota, sempre defendi a bandeira brasileira pelo mundo inteiro lutando, então essa luta tem um gostinho especial para mim", disse o lutador paranaense.

Shogun acredita que terá um ótimo desempenho em pé e não esconde como gostaria que a luta terminasse. "Eu sempre busquei o nocaute em todas as minhas lutas, e dessa vez não será diferente. O meu desejo é um nocaute".

O brasileiro vem de derrota para o atual desafiante da categoria meio-pesado, Alexander Gustafsson, e acredita que não está longe de uma nova disputa de título. "Sempre digo que a categoria até 93kg é muito acirrada. Acredito que vencendo duas ou três lutas, eu posso desafiar o campeão novamente", finalizou.

Além de Shogun, outros dois brasileiros sobem no octogono em Boston. Yuri Marajó enfrenta Urijah Faber e Diego Brandão luta contra Daniel Pineda.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCLutasMMAChael SonnenShogun

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.