''Show do Itaquerão'' pode parar na televisão

Ideia da diretoria do Corinthians é dar à obra visibilidade internacional por meio de programa do Discovery Channel

Paulo Galdieri, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2011 | 00h00

O primeiro desejo do Corinthians era "apenas" ter um estádio. A ideia cresceu e, enfim, vingou. Depois, veio a incumbência de ser a sede paulista para jogos da Copa de 2014. A ideia encorpou e hoje a construção da casa alvinegra é tão importante para a cidade e para o Estado quanto para o clube. Agora, o Corinthians quer transformar tudo isso em um show. Literalmente.

A diretoria corintiana negocia com o canal de TV por assinatura Discovery Channel a realização de um episódio em que o Itaquerão seria o personagem do programa "Megaconstruções". A atração é uma das mais populares da emissora e trata justamente de grandes obras de engenharia que são realizadas em várias partes do mundo - o show mostrou a construção de um estádio, em Dallas, nos EUA.

"A ideia foi do Discovery Channel. Isso vai ser muito legal por causa da enorme repercussão que o programa certamente terá", disse o diretor de marketing Luís Paulo Rosenberg.

O lucro para o Corinthians, nesse caso, não seria financeiro, mas de exposição e valorização de sua marca e também da própria arena. A avaliação é de que, caso o programa de fato seja realizado, o estádio corintiano passaria a ser mais conhecido e ganharia um status de obra de referência no gênero.

Para facilitar o acordo, o clube se dispõe a colocar a infraestrutura da TV Corinthians - canal por assinatura que transmite programação exclusiva sobre o clube - como fonte de imagens da obra, seguindo orientações que viriam da produção do programa e usando os padrões de captação de imagem que o canal costuma usar em suas atrações.

Equipe própria. Só quando a construção estivesse com cara de estádio é que a produção do canal teria de mandar uma equipe própria para fazer as imagens, que incluiriam a presença do apresentador do programa. O show tem como uma de suas características colocar o anfitrião para trabalhar como se fosse um operário em algum ponto da construção.

A negociação ainda está no começo, mas como a obra do Itaquerão também engatinha e visualmente só deve se tornar palpável no médio prazo, o clube acredita que tem tempo de sobra para fazer o projeto passar de mais um dos planos de marketing do clube para a prática. / COLABOROU VÍTOR MARQUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.