Simeone despista sobre futuro e garante foco no Atlético até o fim da temporada

Com o Atlético de Madrid em baixa no Campeonato Espanhol e os crescentes rumores de uma possível transferência para a Inter de Milão no fim da temporada, o futuro do técnico Diego Simeone é incerto. O próprio argentino faz questão de tentar despistar sobre o assunto e não se compromete a garantir a permanência no clube espanhol a partir do meio do ano que vem. Até lá, no entanto, o foco é todo na equipe.

Estadão Conteúdo

16 de dezembro de 2016 | 11h54

"Tenho contrato, mas meu pensamento é fazer o melhor para a equipe e o clube. Tenho a sensação de que sempre tenho que contar coisas que soam lindas para as pessoas. Eu lhes digo que vivo partida por partida há cinco anos e não vou mudar. Tudo que faço e farei é pensando no bem do clube. A realidade é o momento, a realidade é o presente", declarou nesta sexta-feira.

Simeone já admitiu o desejo de futuramente comandar a Inter de Milão, clube que defendeu de 1997 a 1999, e recentemente a imprensa italiana levantou a possibilidade de o treinador e seu filho, o atacante Giovanni Simeone, atualmente no Genoa, irem para lá em 2018.

Na Espanha, fala-se de um possível desgaste do treinador com os jogadores, após cinco anos de trabalho. Este seria o principal motivo para o fraco rendimento do Atlético no Campeonato Espanhol, no qual a equipe ocupa somente a sexta colocação, com 25 - na Liga dos Campeões se classificou às oitavas de final na primeira posição do grupo.

"Sempre foi uma ida e volta. A vida é: você me dá e eu te dou. Sempre trabalhamos nesta linha. Penso sempre na próxima partida, sinceramente. O que dizem ou pensam, me interessa pouco. O que interessa é ganhar e responder o que somos", comentou o treinador ao ser perguntado sobre a relação com os jogadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.