Slater brilha na abertura da etapa brasileira do surfe

Depois de seguidos adiamentos por falta de ondas na Praia da Barra, a chave masculina da etapa do Rio do ASP World Tour (divisão de elite do surfe mundial) finalmente começou nesta quarta-feira. Para isso, no entanto, foi preciso transferir a competição para a Praia do Arpoador. Nem as chuvas ocasionais impediram que um ótimo público comparecesse ao local. E o potiguar Jadson André foi o único surfista brasileiro que venceu sua bateria, avançando direto para a terceira fase - os outros caíram para a repescagem.

AE, Agência Estado

17 de maio de 2011 | 19h07

Mas o grande destaque desta terça-feira no Arpoador foi o norte-americano Kelly Slater, dono de 10 títulos mundiais e maior nome da história do surfe. Ele obteve a melhor nota do dia: nove. Os australianos Taj Burrow e Mick Fanning também conseguiram boas marcas e avançaram na competição.

"A bateria começou meio confusa pra mim. Cheguei meio atrasado e já entrei no mar com a bateria na água", afirmou Slater, favorito para vencer a etapa brasileira. "Mas ainda tive uns minutos pra me adaptar às ondas. Quando saiu a nota nove, eu pude relaxar e surfar um pouco mais tranquilo."

Jadson André, por sua vez, mostrou que pode repetir o título conquistado na etapa brasileira do ASP World Tour no ano passado. "É sempre muito bom começar um campeonato com o pé direito, passando diretamente para a terceira fase, porque você ganha um dia de descanso para relaxar e treinar um pouquinho", comemorou o surfista do Brasil, após vencer o norte-americano Gabe Kling e o australiano Bede Durbidge em sua bateria.

Tudo o que sabemos sobre:
surfeKelly Slater

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.