Só goleiros não marcam em vitória do Brasil no handebol

Diante de um adversário sem nenhuma tradição no handebol, a seleção brasileira masculina passeou sobre a Guatemala, nesta quarta-feira, na sua segunda partida no Campeonato Pan-Americano da modalidade, que está sendo disputado em Canelones, no Uruguai. No triunfo por 54 a 12, só os goleiros brasileiros não fizeram gols.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2014 | 19h09

Responsável por puxar os contra-ataques, Wesley marcou mais gols que todo o time rival, deixando a marca dele 14 vezes. Arthur Sousa, outro ponta, fez seis, mesma quantidade de Henrique e Oswaldo. No total, 13 jogadores brasileiros balançaram as redes guatemaltecas.

"Mais uma vez, todos entraram para jogar e isso é muito importante. Essa foi uma partida mais tranquila, mas sabemos que, daqui para frente, não será mais assim. O Uruguai, nosso adversário de amanhã (sexta), deve apresentar mais dificuldades, mas estamos bem preparados", contou o técnico Jordi Ribera, que já havia implementado um rodízio de jogadores na estreia, quando o Brasil venceu os EUA por 28 a 17.

"Nós jogamos de uma forma que a partida acabou sendo mais fácil para nós. Conseguimos manter a concentração e o bom ritmo durante todo o jogo. Queremos continuar assim e chegar ainda melhores à final", apontou Wesley.

O Brasil fecha a fase de grupos contra o Uruguai, na quinta. A equipe precisa ficar entre os três primeiros para conseguir a classificação para o Mundial do Catar, que será em janeiro do ano que vem. A Argentina é a principal adversária pelo título e lidera o outro grupo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.