Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Só vitória mantém Holyfield lutando

Evander Holyfield, 38 anos, campeão mundial dos pesados pela Associação Mundial de Boxe (AMB), só continuará no boxe se vencer John Ruiz, sábado, em Las Vegas, por nocaute ou uma cômoda vantagem. Do contrário, vai pendurar as luvas. "Ainda penso em um combate com Lennox Lewis ou Mike Tyson antes de encerrar a carreira. Mas tenho que demonstrar, sábado, do que sou capaz. Só a vontade não adianta", diz Holyfield.Entretanto, no que depender do americano de origem portorriquenha John Ruiz, 29 anos, a tarefa de Holyfield será difícil. Na terça-feira, em Las Vegas, Ruiz deu uma entrevista para dizer que está pronto para uma "segunda vitória". Em agosto, no primeiro combate entre os dois pugilistas, Holyfield ganhou a luta por pontos, com decisão unânime dos juízes. Mas o julgamento provocou protestos no mundo do boxe americano. "Todo mundo sabe que venci aquela luta. Agora acho que chegou a minha vez. Quero ser o primeiro americano de origem latina a conquistar o título dos pesados".Ruiz tem 36 vitórias e quatro derrotas. "Vou procurar a tática ideal para forçar Holyfield a sair para o ataque. Assim ficará mais fácil. Com o Holyfield o melhor é fazer como ele: usar os cotovelos e a cabeça. Holyfield não joga limpo. Quem joga limpo com ele se dá mal", sentencia o desafiante.Com 36 vitórias, quatro derrotas e um empate, Holyfield tem um cartel muito próximo de John Ruiz. Ex-campeão mundial unificado, Holyfield ganhou mais prestígio no boxe depois das duas vitórias consecutivas sobre Mike Tyson. "John Ruiz será minha última luta defendendo o cinturão da AMB contra um desafiante. A próxima será contra Tyson ou Lewis. Não vejo outro adversário pela frente".O problema é que Holyfield terá que esperar sua vez para encarar Lewis ou Tyson. Lewis lutará em abril contra Hasin Rahman, pelos títulos do CMB e FIB, em combate marcado para Johannesburgo, na África do Sul. Depois, no segundo semestre, Lewis e Tyson devem se enfrentar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.