José Patrício/AE - 5/4/2011
José Patrício/AE - 5/4/2011

Sob pressão, Ganso comanda Santos

Time faz 'decisão' em Assunção e meia é a maior esperança diante das ausências de Elano, Neymar e Zé Eduardo

SANCHES FILHO - Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2011 | 00h00

SANTOS - O Santos precisa da vitória contra o Cerro Porteño, nesta quinta-feira às 20h30 (horário de Brasília, com transmissão da rádio Estadão ESPN), no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, Paraguai, para se manter com possibilidade de classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores. Em terceiro lugar no Grupo 5, com cinco pontos ganhos - três atrás dos paraguaios e a quatro do líder Colo Colo, do Chile - o único paulista da competição se complica muito até com um empate.

É que na última rodada da fase, Colo Colo e Cerro se enfrentam em Santiago e, como o empate classificará os dois, há risco de haver um "jogo de compadres". Para agravar ainda mais a situação, o técnico Muricy Ramalho não terá Neymar, Zé Eduardo e Elano. Além disso, Paulo Henrique Ganso vai jogar sob forte pressão, já que crescem os rumores de sua saída do clube após a competição. Mesmo diante das dificuldades, os jogadores pro- metem presentear o clube com uma vitória para marcar nesta quinta o seu 99.º aniversário de fundação.

Será o segundo jogo de Muricy Ramalho no comando santista. Na estreia, foram poupados vários titulares, em razão da importância da partida desta quinta. A equipe apenas empatou por 0 a 0 com o Americana, na casa do adversário, porém mostrou evolução na forma de marcar. Com a volta de Edu Dracena, Durval e Léo na defesa e Adriano e Ganso, além da escalação de Arouca no meio-campo, a esperança do treinador é que o time fique mais equilibrado e consiga marcar sem expor a defesa.

Atraso na viagem. Muricy não pôde dar um mínimo de organização ao time porque o treino que estava programado para a tarde desta quarta, no Centro de Treinamento de Olímpia, em Assunção, teve de ser cancelado por causa do atraso de quatro horas na viagem.

A delegação saiu do Hotel Recanto dos Alvinegros (CT Rei Pelé) às 9h40 e desembarcou no Paraguai às 19 horas.

Os jogadores apenas correram e fizeram alguns exercícios para desintoxicação muscular, segundo a comissão técnica, nos corredores do hotel onde o Santos está hospedado. Na quarta à noite, o time fez movimentação leve, com bola, para conhecer o gramado do estádio também apelidado de Olla Azulgrana.

Keirrison confiante. Com a ausência de Neymar e Zé Eduardo (foram expulsos contra o Colo Colo) vai caber à dupla Diogo/Keirrison a maior parcela de responsabilidade de fazer gol nesta quarta à noite. Mas, para o centroavante, não é só um desafio e sim uma grande oportunidade. "Eu estava bem e sai do time quando Neymar voltou da seleção brasileira (sub 20) e Diogo foi contratado. Estava fazendo gol e espero repetir as boas atuações e ajudar o Santos a conseguir essa importante vitória", disse o atacante Keirrison.

"A escalação de Diogo e Keirrison é pela necessidade de vencer que temos. São dois jogadores com facilidade de fazer gol, e é nisso que a gente confia", justificou Muricy. Com relação a Arouca, o treinador fez uma ressalva: "Ele deve começar, sim. Temos que esperar um pouco, pois ele teve pouco tempo para treinar, e voltou já em ritmo forte, mas isso é o que queremos", disse Muricy Ramalho.

CERRO PORTEÑO - Diego Barreto; Iván Piris, Luis Cardozo, Pedro Benítez e César Benítez; Jorge Nuñez, Jorge Rojas, Javier Villarreal e Iván Torres; Roberto Nanni e Juan Manuel Iturbe. Técnico: Leonardo Astrada.

SANTOS - Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Adriano, Danilo e Ganso; Keirrison e Diogo. Técnico: Muricy Ramalho.

Árbitro - Martín Vásquez (URU); Horário - 20h30 (de Brasília); TV - SporTV e BandSports; Rádio - Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9); Local - Estádio General Pablo Rojas, em Assunção (PAR).

Veja também:

som ESTADÃO ESPN - Sem Neymar, Elano e Zé Eduardo, Santos enfrenta o Cerro Porteño no Paraguai

video ESPN - 'Essas coisas que saem na mídia dão força a mais', diz Ganso

linkFuturo do meia depende do placar de hoje no Paraguai

linkMal no Paraguaio, Cerro ''joga vida'' em Assunção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.