Sonho de manter Neymar está vivo

Diretoria não desiste de tentar convencer o craque a renovar seu contrato, que vai acabar em junho do ano que vem

SANCHES FILHO / SANTOS, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2013 | 02h06

A possibilidade de Neymar sair de graça do Santos em julho de 2014 (ou em agosto, se o time estiver na Libertadores da América) causa apreensão em conselheiros, sócios e torcedores, tanto que muitos deles pensam que o melhor é vendê-lo no meio deste ano. Mas a diretoria tem outros planos: ela vai insistir até o limite de suas forças para que o craque fique mais tempo no clube. A prova disso é que na quarta-feira o vice-presidente Odílio Rodrigues se reuniu com o pai do atacante, Neymar da Silva Santos, para tratar da renovação do contrato - a ideia dos dirigentes é estender o vínculo até os Jogos Olímpicos de 2016.

"Já manifestamos o nosso desejo, em nome do Comitê Gestor, de fazer um novo contrato e manter o Neymar no Santos", disse Odílio. Segundo ele, o projeto para convencer Neymar a renovar o contrato não terá a participação de empresas como parceiras. "Será entre Santos e Neymar apenas. Por enquanto não se pode fazer uma avaliação porque tudo ainda está no começo", explicou o dirigente, um dos nove membros do Comitê Gestor.

O que mais anima os dirigentes santistas são as repetidas declarações de Neymar dizendo que se sente feliz no Santos e que, se um dia resolver sair, não vai deixar o clube na mão, sinalizando com uma compensação financeira. Mas nem todos compartilham desse otimismo. Celso Leite, um dos mais combativos membros do Conselho Deliberativo, por exemplo, sugere que Neymar seja vendido já e entregue no meio do ano se não for possível renovar o vínculo. "Olho só os interesses do clube. Se não for possível renovar o contrato, o melhor é vender os direitos e entregar o jogador já porque pelo menos o Santos ficaria com uns R$ 40 milhões."

Os dirigentes sabem que não será fácil convencer Neymar a ficar mais tempo no Santos (na Espanha, é dado como certo que ele está acertado com o Barcelona), mas descartam a possibilidade de vendê-lo neste ano se o jogador se recusar a renovar o contrato - o que é o mais provável.

SANTOS. LEIA MAIS

NOTÍCIAS DO CLUBE NO

estadao.com.br/e/santosfc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.