Divulgação
Divulgação

Sarah Menezes terá 2 medalhistas olímpicas pela frente no Mundial

Ouro em Londres, brasileira terá belga e argentina no Casaquistão

Estadão Conteúdo

23 Agosto 2015 | 09h58

Dificilmente poderia ser pior para o Brasil o sorteio das chaves do Mundial de Judô, realizado neste domingo em Astana, no Casaquistão, um dia antes do início da competição. Sarah Menezes é a prova concreta disso. A brasileira estreia contra a belga Charline Van Snick e, se avançar, entra no caminho da argentina Paula Pareto. As três subiram ao pódio nos Jogos Olímpicos de Londres e só uma delas irá às oitavas de final do Mundial.

Das três, a cabeça de chave é Pareto, segunda colocada do ranking mundial e bronze em Londres-2012. A belga, outra que ficou em terceiro na Olimpíada, é a nona do ranking. Sarah vem em décimo.

Assim, a brasileira com mais chances de medalha na categoria até 48kg, que será disputada nesta segunda-feira, é Taciana Lima. Atleta da Sogipa, ela passou a competir por Guiné-Bissau, pátria do pai, por conta da concorrência com Sarah Menezes. Mas chega ao Mundial como quarta do ranking, em bom momento. Pelo chaveamento, pode enfrentar Nathalia Brígida na fase anterior de oitavas de final.

Outros brasileiros deram muito azar. Charles Chibana (até 66kg), principal esperança de medalha, estreia contra um português e depois entra no caminho do japonês Ebinuma, atual tricampeão mundial. David Moura (+100kg) também deve ter um japonês pela frente na segunda rodada: Ryu Shichihe, atual vice-campeão mundial.

Após perder seu patrocinador master, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) cortou radicalmente o número de viagens internacionais da seleção. Isso fez os brasileiros despencarem no ranking mundial. Mayra Aguiar sofre por causa disso. Atual campeã mundial, ela é a oitava da lista e, por isso, caiu na mesma chave da líder Kayla Harrison. As duas arquirrivais, que poderiam fazer final, devem se enfrentar nas quartas.

Situação parecida vive Maria Suelen Altheman, que caiu na mesma chave da cubana Idalys Ortiz, de quem perdeu na final dos dois últimos Mundiais. A brasileira, entretanto, caiu no ranking por conta de lesão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.