Sport empata com Náutico e garante o tetra invicto

Adversário do Palmeiras na briga para se manter na Taça Libertadores, o Sport Recife não tem rivais em seu Estado. Confirmou isso ontem, ao conquistar, de maneira invicta, o tetracampeonato pernambucano. O título foi garantido com um empate por 0 a 0 com o Náutico. Com isso, ganhou o segundo turno e, como já havia faturado o primeiro, encerrou a disputa.É a terceira vez na história que o Rubro-Negro sagra-se tetracampeão estadual. E pela quarta ganha o título sem conhecer derrota - as outras foram em 1917, 1941 e 1998.A conquista de ontem tem um significado adicional. Representou a possibilidade de o Sport conseguir uma folga no calendário, justamente quando está na briga para chegar às oitavas-de-final da Libertadores.O clássico entre Sport e Náutico, que teve a presença de 18.759 torcedores no Estádio dos Aflitos, foi marcado pelo equilíbrio de erros e acertos de ambas as equipes até o final. Dispostos a brigar até o último minuto pela possibilidade de garantir um jogo extra que adiaria a decisão do returno, os alvirrubros não pouparam esforços e por pelo menos três vezes quase marcaram.Uma das principais jogadas aconteceu aos 33 minutos do segundo tempo, quando Carlinhos Bala cruzou e por pouco a bola não entrou. Já o Sport, ciente da vantagem e cuidadoso por estar na casa do Náutico, evitou abusar da criatividade e apostou na marcação. Mesmo assim, criou chances e Ciro ainda acertou a trave rival.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.