Stacy já caminha e se alimenta sem ajuda

Uma semana após o acidente com a delegação do time feminino do Vôlei Futuro, a líbero americana Stacy Sykora apresenta boa evolução, embora continue internada na UTI do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2011 | 00h00

A jogadora foi a vítima mais grave do tombamento do ônibus da equipe de Araçatuba, ocorrido a poucos metros do Ginásio José Liberatti, em Osasco, na terça-feira passada. Stacy sofreu um traumatismo cranioencefálico e está internada desde o dia do acidente. Outras jogadoras se machucaram, como a meio de rede Fabiana e a oposto Joycinha.

De acordo com comunicado divulgado pelo Vôlei Futuro, Stacy andou pelos corredores do hospital ontem pela manhã, auxiliada por alguns enfermeiros. Foi a primeira vez que a atleta deixou o leito após o acidente. Ainda segundo o clube, a americana já se alimenta sozinha desde domingo.

A irmã e a mãe da jogadora chegaram ao Brasil no sábado. No mesmo dia, o Sírio-Libanês recebeu autorização para divulgar o primeiro boletim médico da atleta e convocou uma entrevista coletiva para falar sobre o quadro clínico.

Na ocasião, o neurocirurgião Manoel Jacobsen afirmou que ainda não pode garantir que Stacy, de 33 anos, voltará a jogar vôlei. Atestou, porém, a boa evolução clínica da paciente e aparente ausência de sequelas.

O Vôlei Futuro garantiu que toda a recuperação da americana será realizada no Brasil. A jogadora deve ser transferida para um quarto ainda nesta semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.