Suécia vence nas duplas e vira placar contra o Brasil

A dupla sueca Jonas Bjorkman e Simon Aspelin começou perdendo a partida válida pelo playoff do Grupo Mundial da Copa Davis contra os brasileiros Gustavo Kuerten e André Sá. Mas conseguiram impor seu jogo mais sólido e venceram a partida por 3 sets a 1, neste domingo, com parciais de 6/7, 6/3, 6/2 e 7/5. Com o resultado a Suécia ultrapassa o Brasil no confronto, fazendo 2 a 1 no placar, pois na manhã deste domingo Robin Soderling não teve nenhuma dificuldade para vencer o brasileiro Ricardo Mello por 3 a 0 em apenas uma hora e meia de partida. No sábado, Flávio Saretta venceu Andreas Vinciguerra por 3 a 2, em mais de quatro horas de jogo. "Foi uma emoção defender o Brasil aqui. Gostaria de poder jogar no simples também. Acho que é cedo pra saber se vou jogar muitos torneios, mas o mais importante é manter a minha vontade de voltar, que é muito grande", afirmou Guga, que voltou as quadras desde fevereiro deste ano. Os brasileiros começaram bem a partida, mas não ofereceram muita dificuldades aos suecos em lances decisivos. Nos três sets Bjorkman e Aspelin venceram nas primeiras chances de set point e na primeira de match point que tiveram a seu favor. E detalhe: todos em quebras de saques da dupla brasileira. "Vamos voltar amanhã", o capitão Mats Wilander da Suécia sobre a decisão de se jogar as duas partidas restantes na segunda-feira. "Eles jogaram muito bem e é uma dupla muito sólida, os dois (Bjorkman e Aspelin) têm experiência nas duplas e mostraram isso aqui hoje. Perdemos os três últimos jogos de dupla que disputamos e achamos melhor mudar os dois de posição e deu certo", concluiu Wilander.

Agencia Estado,

24 Setembro 2006 | 15h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.