Suíça vê no Chile adversário mais perigoso que a Fúria

Zebra da 1ª rodada redobra a atenção com o perigoso ataque chileno de olho em vaga histórica para a próxima fase

, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2010 | 00h00

Completo. Bielsa terá Valdivia e Suazo prontos para jogar

 

Em nova demonstração de que o franco favoritismo espanhol já não assusta as equipes menores do Grupo H, o técnico da seleção suíça, Ottmar Hitzfeld, disse que espera travar hoje, com os chilenos, um duelo mais duro do que a partida de estreia, quando sua equipe bateu a Fúria por 1 a 0, numa das maiores zebras do Mundial. "O Chile é perigoso, agressivo quando joga na frente, ainda mais agressivo que a Espanha. Teremos de estar mais concentrados se não quisermos ceder o gol", disse Hitzfeld. "Todos os nossos jogadores perceberam o quanto foi sensacional ter vencido a Espanha, mas não podemos descansar agora."  

 

 Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

linkCobertura completa da Copa do Mundo

Suíça e Chile dividem a liderança do grupo H, já que ambos venceram na estreia, contra Espanha e Honduras, respectivamente, por 1 a 0. Vencer hoje significa garantir a classificação.

Do lado chileno, a expectativa é pela possibilidade de retorno do atacante Suazo, que se machucou num amistoso pouco antes do início da Copa. Outro que pode ser escalado é Valdivia, que deixou o campo com dores, depois de enfrentar Honduras. O técnico Marcelo Bielsa diz que a "Suíça não bateu a Espanha por acaso" e vai impor dificuldades.

Ficha técnica

Chile x Suíça

CHILE: Bravo, Jara, Medel, Ponce, Isla, Carmona, Vidal, Fernández, Sánchez

Suazo, Beausejour Técnico: Marcelo Bielsa

SUÍÇA: Benaglio, Lichtsteiner, Von Bergen, Grichting, Ziegler, Barnetta, Inler

Huggel, Gelson Fernandes, Derdiyok, Frei, Técnico: Ottmar Hitzfeld

Juiz: Khalil Al Ghamdi (SAU).

Local: Nelson Mandela Bay, Port Elizabeth Horário: 11h Transmissão: Globo, Band, SporTV, ESPN Brasil e BandSports

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.