Sul-africano pode perder patrocinadores após tragédia

Oscar Pistorius já teve vídeos de anúncios publicitários retirados da internet

O Estado de S.Paulo,

15 de fevereiro de 2013 | 02h04

A prisão de Oscar Pistorius repercutiu negativamente. Ontem mesmo, a TV a cabo sul-africana M-Net retirou do ar anúncios com o atleta. Entre seus contratos de patrocínio estão um com a Nike de US$ 2 milhões (R$ 4 milhões). O sul-africano também possui acordos com as marcas de óculos Oakley, de perfume Thierry Mugler e de telecomunicações BT Group, entre outros.

A Ossur, empresa que faz próteses para Pistorius correr, lançou um comunicado: "Enquanto aguardamos o resultado da investigação policial, os nossos pensamentos estão com todas as partes afetadas durante este momento difícil".

A Nike limitou-se a anunciar o seu "profundo pesar e condolências a todas as famílias envolvidas neste incidente trágico''.

Tudo o que sabemos sobre:
esportesatletismoOscar Pistorius

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.