Sul-Americano: país terá 465 atletas

O Brasil terá 465 atletas (257 homens e 208 mulheres) no 7º Jogos Sul-Americanos, a partir de quinta-feira, em São Paulo, no Rio, Belém e Curitiba. O Brasil, que assumiu a organização dos Jogos quando a Colômbia, por problemas de segurança, teve de desistir de ser sede, vai competir nas 29 modalidades.O futsal será disputado pela primeira vez em um torneio multiesportivo como este (não é modalidade olímpica), o que pode ser um passo para a inclusão do esporte nos Jogos Pan-Americanos. E terá jogadores importantes como Manoel Tobias, Fininho, Índio e Lavoisier.O atletismo tem a maior equipe do País - 36 homens e 35 mulheres - e será disputado no recém-inaugurado Estádio Olímpico do Pará. Sem os atletas principais, que estão competindo na Europa, a equipe é formada por destaques como Keila Costa (salto triplo) e Juliana Paula de Azevedo (800 m), medalhas de bronze no Mundial Juvenil da Jamaica.Entre os destaques do País está a equipe de ginástica artística, com Daniele Hypólito, a primeira brasileira a conquistar uma medalha em um Mundial - foi prata no solo, em Ghent, na Bélgica, no ano passado.Dentre atletas que já disputaram mundiais ou Jogos Olímpicos estarão: Sebastian Cuattrin, Guto Campos e Roger Caumo (canoagem), Janildes Fernandes e Cássio Paiva (ciclismo), Sandra Soldan, Mariana Ohata, Leandro Macedo e Juraci Moreira (triatlo), e também nas equipes do handebol, judô e tênis de mesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.