Tim Wimborne/Reuters - 25/9/2014
Tim Wimborne/Reuters - 25/9/2014

Sul-coreano campeão olímpico na natação é pego no doping

Empresa que agencia Park Tae-Hwan culpa um quiroprata, acusado de ter realizado tratamento com substância proibida

Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2015 | 16h01

Um dos maiores ídolos do esporte da Coreia do Sul, o nadador Park Tae-Hwan foi flagrado em exame antidoping realizado pela Agência Mundial Antidoping (Wada) em data não revelada. O anúncio do doping foi feito pela Team GMP, agência que cuida da carreira do atleta de 25 anos.

A empresa culpa um quiropata sul-coreano, que teria realizado um tratamento em Tae-Hwan com uma substância proibida no Código Mundial Antidoping. "Com um atleta de alto nível, Park Tae-Hwan tem sido extremamente cuidadoso com o que ele toma. Ele nunca ingeriu medicamentos proibidos e por isso nunca falhou em exames. Park está mais chocado com esse resultado do que qualquer outro", alegou a agência, em nota.

De acordo com ela, o nadador passou por um tratamento quiroprático em um hospital local da Coreia do Sul, dois meses antes dos Jogos Asiáticos (em julho de 2014, portanto) e teria recebido ali uma injeção com o medicamento proibido.

"Na época, o hospital ofereceu a injeção e Park repetidamente perguntou se ela não continha substâncias ilegais. O médico disse que não havia problema", contou a Team GMP, que promete tomar as providências legais contra o profissional.

Park é o primeiro nadador sul-coreano a conquistar o ouro olímpico, feito alcançado nos 400 metros livre em Pequim/2008. Ele ainda tem outras três medalhas de ouro, nos 200 m livre em Pequim e Londres/2012 e nos 400 m livre em Londres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.