Sul-coreano vence revanche e fica com ouro no judô

O brasileiro Leandro Guilheiro foi a única decepção entre os favoritos na categoria

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 13h02

O desempenho frustrante de Leandro Guilheiro acabou sendo a única grande surpresa (negativa) do dia no judô dos Jogos de Londres. Tanto no masculino quanto no feminino da categoria meio-médio as medalhas ficaram restritas aos favoritos, com atletas de Coreia do Sul e Eslovênia faturando o ouro.

Entre os homens, a reedição da final dos Jogos de Pequim na categoria até 81kg, entre o sul-coreano Jae-Bum Kim e o alemão Ole Bischof. Desta vez, porém, o asiático, segundo do ranking olímpico (atrás de Guilheiro) e atual bicampeão mundial levou a melhor e bateu o europeu, número quatro do mundo, com dois yukos.

Os dois adversários que venceram Guilheiro acabaram sem medalhas. O japonês Takahiro Nakai perdeu a disputa do bronze para o russo Ivan Nifontov. Já o norte-americano Travis Stevens caiu diante de Antoine Valois-Fortier, que volta para o Canadá com uma medalha de bronze.

Já no feminino, categoria até 63kg, o ouro ficou com a eslovena Urska Zolnir terceira do ranking olímpico, que venceu na final, por um wazari, a chinesa Lili Xu, a quinta do mundo. As duas que lideraram o ranking olímpico e chegar a Londres como favoritas, a japonesa Yoshie Ueno e a francesa Gevrise Emane terminaram com medalha de bronze.

Apesar de o Brasil estar há três dias sem conquistar medalhas, o País segue em terceiro no quadro de medalhas. Até aqui, só a Rússia tem dois ouros (além de dois bronze). O Japão tem um ouro, duas pratas e dois bronzes e é seguido por Brasil e Coreia do Sul, com uma medalha dourada e outra bronzeada cada. A França coleciona quatro bronzes, três deles no feminino.

Tudo o que sabemos sobre:
judô olimpíadas 2012Olimpíadajudô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.