Divulgação - 03/03/2013
Divulgação - 03/03/2013

Sumiço de Wanderlei Silva incomoda UFC, que chama Shogun para evento

Brasileiro não compareceu a exames de rotina e também está fora da luta contra Chael Sonnen

Bruna Toni, O Estado de S. Paulo

29 de maio de 2014 | 18h05

SÃO PAULO - Depois de enfrentar contratempos e surpresas que quase colocaram a final do The Ultimate Fighter Brasil 3 em perigo, o UFC rapidamente encontrou um nome para substituir Wanderlei Silva no bate-papo com os fãs que vai ocorrer nesta sexta-feira, no Ginásio do Ibirapuera, antes da pesagem do evento em São Paulo. O meio-pesado Maurício Shogun ocupará a cadeira que seria do Cachorro Louco até quarta-feira.

Durante todo o treino livre com os principais nomes do card, essa era a dúvida da maior parte do público, jornalistas e fotógrafos ansiosos por notícias sobre o "sumiço" de Wanderlei. Um dos treinadores do TUF 3, o brasileiro já havia adiado a luta contra Chael Sonnen para julho por causa de uma lesão. A solução foi colocá-lo como uma das atrações da programação que antecede o combate.

Mas os planos foram ladeira abaixo mais uma vez depois que o veterano Wanderlei não apareceu no dia marcado para realizar os exames obrigatórios antes da luta. Segundo o UFC, até agora o ex-treinador do TUF não se manifestou para explicar os motivos que o levaram à consequente exclusão do duelo contra Sonnen.

Se Shogun vai substituir Wanderlei no evento em São Paulo, as expectativas para o dia da luta, no dia 5 de julho, estão todas voltadas para Vitor Belfort, nova aposta da organização para o combate em Las Vegas, que terá Chris Weidman e Lyoto Machida disputando o cinturão dos médios.

TREINOS

Com a presença dos principais nomes do card do evento em São Paulo, os treinos livres ocorreram sem nenhuma surpresa. Dentro de um hotel na região central da cidade, Fábio Maldonado, Demian Maia, Vitor Miranda, Antonio "Cara de Sapato", Rony Jason, Warlley Alves e o croata Stipe Miocic fizeram um ensaio do que farão no octógono.

O frio não intimidou os atletas, tampouco deixou Maldonado poupar as palavras. Chamado de última hora para a luta principal, depois de Junior Cigano se lesionar e ter de desistir do evento, o Caipira de Aço aceitou subir de categoria para fazer sua primeira disputa nos pesados no UFC. "O Alex ligou pra mim e disse que o Joe Silva precisava de um favor: se eu podia ajudar o UFC. Ele pediu e eu disse: 'Avisa o Joe que eu sou homem'. Eu sempre peço pra lutar contra o Roy Nelson nessa categoria", afirmou Maldonado.

Mas, apesar de dizer que é "questão de honra" aceitar sempre um combate, Maldonado preferiu não prometer a vitória e fez questão de apontar que seu adversário "é muito forte e pode surpreender até no boxe". De qualquer forma, o sorocabano quer um "banho de sangue" no próximo sábado: "Ou eu venço ou eu saio desmaiado do octógono."

Vitor Miranda e Antônio "Cara de Sapato" se enfrentam na final dos pesados do TUF 3, enquanto a disputa entre os médios ficará por conta de Márcio Lyoto e Warlley Alves. Demian Maia encara Alexander Yakovlev e Rony Jason duela contra Robbie Peralta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.