Superliga: Banespa ganha e empata série

A série melhor-de-cinco da decisão da Superliga Masculina de Vôlei agora está empatada por 1 a 1. O Banespa Mastercard venceu o Telemig Celular/Minas, hoje, em São Bernardo, por 3 sets a 1 (23/25, 25/17, 25/19 e 25/17). Agora parte para o terceiro jogo, sábado, às 18 horas, no Mineirinho, em Belo Horizonte, em condições de igualdade. E tem o mando do quarto jogo, em São Paulo, no sábado, dia 23. "Ainda bem, tudo está zero a zero", comemorou Nalbert, o jogador mais experiente em quadra no time de moleques do Banespa (23 anos é a média de idade). Apenas no primeiro set, quando estava vencendo a parcial por 23 a 19, o Banespa permitiu a reação do Minas, com Jardel sacando para fechar por 25 a 23. A partir daí, só deu Banespa. O técnico Mauro Grasso explicou que o rival jogou com um "saque-ponto", de risco, daqueles que ou o time marca ou erra. "Funcionou no primeiro set, mas depois virou erro", disse o treinador, elogiando o seu grupo que já estava jogando bem e voltou focado no segundo set para ganhar a partida. "Eu não temi pelo jogo, mas pelo início do segundo set. Mas o positivo foi o time manter o foco para não perder situações do jogo por ansiedade." O técnico do Minas, Marcos Miranda, que costuma ser calmo e permanecer sentado no banco de reservas, ainda levantou para tentar motivar sua equipe. "Mas foi o pior jogo do Minas em toda a Superliga", afirmou. Não gostou nem mesmo do primeiro set, quando o seu time ganhou. "Não começamos bem, não. Foi apenas um momento de inspiração, no saque do Jardel." O empate é a confirmação de duas campanhas sólidas de equipes que investem em formação de jogadores, acentuou Mauro Grasso que, no entanto, continua a apostar numa série equilibrada - o primeiro confronto foi definido em favor do Minas num terceiro set fechado em 35 a 33, para o Banespa, e num tie-break vencido pelo time mineiro por 23 a 21.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.