Surf: etapa serve como reabilitação

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Surfe, o SuperSurf, segue neste sábado em Saquarema, na Praia de Itaúna. Serão realizadas oito baterias da terceira rodada, as oitavas-de-final da competição masculina, além da terceira rodada e quartas-de-final do feminino. Hoje as atletas puderam descansar. Para os homens houve as baterias de repescagem e oito baterias da terceira rodada. A competição está servindo para a reabilitação de alguns surfistas que não fizeram uma boa temporada no ano passado.O melhor exemplo disso foi o duelo dos bicampeões brasileiros Tinguinha Lima e Jojó de Olivença. O paulista Tinguinha Lima, bateu o baiano Jojó. Ele acredita que a vitória possa ajudá-lo a voltar a figurar entre os melhores do Brasil. Amanhã Tinguinha pega o catarinense Pedro Norbeto, que passou por um dos representantes brasileiros na elite do surfe mundial, o potiguar Marcelo Nunes. Marcelo é o quinto no ranking brasileiro.Outro que foi mal no ano passado e está se recuperando é o Edgar Bishop, de Ubatuba (SP), que eliminou outro potiguar, Danilo Costa. Edgar considera o SuperSurf um recomeço: em fevereiro, na disputa do WQS (World Qualifying Series, categoria de acesso ao WCT) em Fernando de Noronha ele sofreu uma contusão e ficou um mês sem treinar. ?Segui direto para a Austrália e também foi horrível,? conta.O tricampeão brasileiro Peterson Rosa, do Paraná, passou por Jeremias da Silva, do Rio de Janeiro e amanhã, nas oitavas, pega o também carioca Pedro Muller, que passou pelo paulista Renan Rocha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.